domingo, 30 de setembro de 2018

Quem será o próximo Presidente do Brasil? Josimar Salum


Quem será o próximo Presidente do Brasil? 
Josimar Salum 
30/9/2018

Desde que tinha pouco menos de 14 anos de idade comecei a me interessar pelas questões políticas do Brasil, influenciado pelo meu avô Jamil Jorge Salum, que foi vereador de nosso município várias vezes e também vice-prefeito. Brasil corre nas minhas veias com força, patriotismo e amor desde menino. O Hino Nacional sempre encheu meu ser de emoção!

Por muitos e muitos anos temos (desde 1984) frequentado montes, vigílias sem fim, feito campanhas de oração, atos proféticos pela nossa nação brasileira. Escrevemos artigos e lecionamos ensinos  de transformação do Reino para literalmente milhares de jovens trabalhando para Deus levantar uma geração de “Josués, Joãos Batistas, Josés e Daniéis” em nossa nação. E Deus tem levantado. The Call Brasil 2002 foi este marco de clamor no Brasil. Brasil arde em meu coração tão desesperada e fortemente e estivemos envolvidos politicamente em questões como casamento, apoio aos policiais militares, movimentos contra corrupção quando trabalhamos na casa legislativa de Minas e bem antes em muitas campanhas políticas. Os testemunhos são inúmeros.



Dia 6 de Setembro de 2018 estávamos viajando de carro do Rio de Janeiro para Belo Horizonte com meus sobrinhos e meu cunhado. Paramos em Juiz de Fora para almoçar. Por volta de 15:40 horas Bolsonaro foi esfaqueado cruel e covardemente por um fanático esquerdista. Era pouco mais de 16 horas, já na estrada, quando soubemos da notícia via WhatsApp. Paramos para clamar por ele. Será que sobreviveria?

Estava orando para que Deus me mostrasse quem seria o próximo presidente do Brasil há semanas. Deus não respondia mesmo depois de muitas vezes tê-lo indagado. Havia dito para muitos amigos e familiares que temia que um atentado o atingisse sem piedade, imaginando que esta seria razão pela qual Deus não falava, já que tinha certeza que estas eleições seria o marco de uma grande derrota das ideologias de esquerda no Brasil e o desenrolar do fim da corrupção de homens e mulheres tão ímpios. Por que Deus não me falava? 

Uma amiga muito influente havia me dado uma notícia de dentro do Hospital em Juiz de Fora que Bolsonaro poderia não sobreviver, porque o estrago em seu corpo tinha sido muito grave. 

Dia 8 viajei para São Paulo. Não pude dormir aquela noite. Estava em agonia de oração e intercessões muito profundas. Levantei por volta de 4 da manhã no amanhecer de domingo dia 9. Em 9/9/2018, ao amanhecer do dia, sob a grave possibilidade de que Bolsonaro poderia vir a óbito, Deus me disse claramente sobre o seu destino e sobre as eleições brasileiras. 

Deus me falou sobre os papéis de Daciolo e Bolsonaro. Escrevi e publiquei um longo artigo sobre este assunto. Como amigo do Cabo Daciolo e por conhecer seu testemunho irrepreensível, seu amor pelo Brasil e pela sua família, entendi que Deus o havia levantado como uma Profeta para a Nação. E este foi e é seu papel. Proclamou verdades tremendas para toda a nação e trouxe assuntos à conversações na nação como nunca e ninguém antes. LEIA ARTIGO AQUI.  

O Brasil será totalmente transformado. Deus está respondendo todas as nossas orações. Lembrei-me de 12/9/2015 na Praça dos Três Poderes em Brasília, 15 horas da tarde, o ato que fizemos naquele dia pelo Brasil e palavras tremendas que Deus havia entregue. Coisa de Deus! Coisa de Deus! 


Deus me disse claramente, como me mostrou a eleição de Trump nos Estados Unidos meses antes da eleição:

“Não haverá fraude, nem esquema, nem homem, nem organização, nem qualquer violência que impedirá a eleição do Capitão Jair Messias Bolsonaro como o próximo Presidente do Brasil.”

“A decisão é anunciada por sentinelas, os anjos declaram o veredito, para que todos os que vivem saibam que o Altíssimo domina sobre os reinos dos homens e os dá a quem quer, e põe no poder o mais simples dos homens”. Daniel‬ ‭4:17




sexta-feira, 28 de setembro de 2018

Um jovem Tuareg, discipulo de Jesus.


Meu Jesus, que coisa mais linda!
Bendito seja o Nome do Senhor!
Giovana Canhoni entrevista seu filho, do Niger. Um Tuareg!!! Em 2001 quando conheci Alexandre Canhoni com um sonho impossível: Alcançar o Níger para Jesus, não se conhecia praticamente nenhum Tuareg discípulo de Jesus. Abraçamos esta causa com ele e Giovana. Não tenho palavras para descrever minha emoção ao assistir este video. Assista! Simplesmente tremendo! 

Visite o site www.agdniger.com 

Josimar Salum 

#AfricaParaJesus  

domingo, 9 de setembro de 2018

Jesus, o Brasil, um cabo e um certo capitão: uma análise profética! Por Josimar Salum

Jesus, o Brasil, um cabo e um certo capitão: uma análise profética! Josimar Salum *9/9/2018

Nestes dias no Brasil percebi na maioria das pessoas pouco otimismo, muito pessimismo; pouca crença, muita descrença; pouca esperança e muita desesperança.

Nas ruas das cidades que visitei vi caos instaurado, lixos espalhados, pichações sem fim em todas as paredes e muros.

Vi passeatas de rebeldia, uma confusão geral, por conta de milhões de demônios incitando as pessoas, que não têm paz. Estas estão cheias de ódio. Gritam sem saber a razão palavras de ordem, e entre eles estão muitos evangélicos e católicos, unidos, sem direção.

Assistí um povo caminhando, com olhar sofrido, como se houvesse sido ferido no mesmo dia. De fato, todo dia é açoitado. Gritam o nome de um homem, de outro homem, esperando de cada um deles a salvação.

Vi muitos líderes cristãos divididos e inflamados, espalhados pelo Brasil, com bacias nas mãos, esperando seu suprimento costumeiro, o que desejam dos políticos de sempre.

O Estado se corrompeu. Não é somente o governo. Um juiz federal me disse, que com a polícia federal, combateu uma gangue de traficantes. O juiz foi ameaçado para não continuar, porque a gangue era protegida pela maior autoridade no estado. Não é um exemplo isolado. E as apurações de crimes de corrupção são tão absurdas e seus resultados tão surreais que parecem que nunca aconteceram.

Os bilhões e bilhões de reais que o tráfico de drogas opera nas favelas têm a participação de políticos poderosos. E igrejas lavam muito deste dinheiro sujo. Os mesmos bilhões jorram dos caixas dois de empresas, bancos e governos nacionais e internacionais. E são forças ocultas, de uma nova ordem mundial; são tantas outras expressões. Quem acredita nisto? São jargões que difundiram para fazer o povo rir e zombar, para que ninguém dê crédito a verdade sobre tudo isto, o que realmente existe por detrás.

Há muitos anos as trevas se uniram estrategicamente para tomar o poder no Brasil. Fizeram uma aliança para aparelharem o estado em toda a América Latina. Inspirados por Marx, Castro e Gramsci se dividiram em partidos e facções para disputarem eleições, farinha do mesmo saco, nos vários tons de sua ideologia, de FHC, Serra passando por Lula até Bulhões, sem escapar Amoedo, filhote de George Soros. Muitos fizeram aliança com o próprio Satanás em terreiros e em salões, mas também quem acredita nisto? Consideram fanatismo ou teorias de conspiração.

Contudo toquei o espiritual e vi o invisível. Vi também milhões e milhões de anjos de Deus operando em todos os lugares, ministrando aos que hão de herdar a salvação. Bradam do Oiapoque ao Chuí, e sobrevoam o território nacional de ponta a ponta e suas ilhas.

“Haverá um grande avivamento. Arrependei-vos, porque é chegado o Reino de Deus. O Brasil será transformado. Invoquem ao Senhor Jesus e creiam Nele somente.”

Eu também vi algumas flores em canteiros. Há esperança numa terra seca. Vi pastagens verdes e montanhas magníficas, plantações lindas e frutos aos milhares, e crianças brincando risonhas e felizes. Há um futuro melhor. Há esperança para a minha nação.

Não foi por isto que oramos e intercedemos por muitos e muitos anos? Não jejuamos nós anos e anos por uma mudança radical na nação para que se tornasse a nação da adoração? Buscamos ao Senhor juntos, por um Brasil transformado. Apóstolos, profetas, pastores e intercessores. E agora?

Deus então levantou no Brasil um cabo! Este cabo brada na tribuna e nas ruas. O cabo tem somente um interesse e uma agenda. Precisamente para a Glória do Senhor Jesus. Ouvidos ouvem suas palavras, uns acreditam, muitos não. Existem ratos nos esgotos das cidades grandes! Todos sabem que estão abaixo do solo, mas não acreditam. Muitos ridicularizam suas falas e muitos o rejeitam. Até os que oraram por anos e anos pela transformação do Brasil não conseguem discerni-lo e o desprezam sendo ele mesmo filho de suas orações e intercessões.

A Voz clama no deserto do Planalto Central: “Existem verdadeiras quadrilhas instaladas no Congresso Nacional. Não somente no Congresso, mas no Poder Executivo e no Poder Judiciário.”

O cabo representa o Governo que está sobre os seus ombros, o Maravilhoso Conselheiro, o Deus Forte, o Pai Eterno, o Príncipe da Paz.

O cabo é a Voz que clama nas ruas, cheia de compaixão e amor, que não condena. É a Voz do Avivamento e da Reconciliação. É um Espírito de intercessão, de clamor, um catalizador de todas as orações e intercessões, uma convergência de todos os movimentos de oração dos últimos 30 anos no Brasil, um vaso explosivo de Poder e Amor, representando a Palavra e o Poder. É porém, uma figura impalatável para os religiosos do Brasil, um assombro para os intelectuais, mas quem o conhece sabe que é um homem com coração de menino, que ama o seu povo como ninguém.

E Deus levantou no Brasil um capitão. E é um capitão inconveniente, irreverente, desbocado, irreligioso, politicamente incorreto, que não faz alianças praticamente com ninguém, de temperamento explosivo, que fala o que pensa. Somente conseguem indicia-lo por palavras, porque não podem pelas suas ações. Ele tem ficha limpa!

O cabo é Elias que está nos montes, que não respeita Acabe e que despreza furiosamente a Jesabel.

O capitão é o rei Jeú. Simplesmente o rei Jeú. Este é o Espírito que está sobre ele.

“E o Senhor disse à Elias: Vai, volta pelo teu caminho para o deserto de Damasco, vem e unge a Hazael rei sobre a Síria. Também a Jeú, filho de Ninsi, ungirás rei de Israel e também Eliseu, filho de Safate, de Abel-Meolá, ungirás profeta em teu lugar. E há de ser que o que escapar da espada de Hazael, matá-lo-á Jeú; e o que escapar da espada de Jeú, matá-lo-á Eliseu. Também eu fiz ficar em Israel sete mil: todos os joelhos que se não dobraram a Baal, e toda boca que o não beijou.” 1 Reis‬ ‭19:15-18‬

E o cabo subiu ao monte para jejuar mais 21 dias. No dia 6 de Setembro de 2018 o capitão foi ferido com ferida para morte e o cabo subiu ao monte para orar e jejuar pela sua restauração e pelo Brasil. Quem já ouviu falar de um adversário político que ora sinceramente pela restauração do outro?

Este cabo é simples, segurando sempre a Bíblia, intensamente devotado a Jesus, como numa se viu alguém assim no cenário político do Brasil. Todo mundo acha que é despreparado e assim o julgam pelos padrões do mundo e dos homens. Mas nenhum outro, nem um só, tem o que ele tem. Ele tem o Espírito em total intensidade e o Espírito o possui. Mas os brasileiros conhecem o poder da carne, do conhecimento e da lógica, e não são muitos ainda os que conhecem somente o poder do Espírito e da Sabedoria de Deus.

O cabo acredita que será o próximo Presidente do Brasil, porque às vezes fala como um candidato apenas. Está bem, o povo não sabe separar as coisas e o julga, cobra dele e também o condena. O povo julga toda a hora. E o julga mal. Ele, porém, já preside, talvez ainda não esteja inteirado, ele já domina o mundo espiritual.

O capitão é Saul. O povo pede um rei e Deus escolhe Saul. Ele até profetiza quando está no meio dos profetas e vem sobre ele o Espírito para governar sobre seu povo.

Mas Benevenuto Daciolo da Fonseca é Davi, um homem segundo o coração de Deus. Ele é um discípulo do Reino e reina em vida. Ele deveria saber que já governa, que já reina, que seus jejuns e orações, seu clamor intenso, seus choros e lamentos profundos do Espírito, estão dando à Luz a um Novo Brasil. E há segredos que Deus lhe revela. Que ele ainda não pode contar. Contudo é ele quem está ungindo a Jeú. Porque ainda não é tempo de Davi. É tempo de Elias, mas não de Davi. É tempo de Samuel que um dia ungirá a Davi, porém antes é tempo de Saul. E é tempo de Jeú. Quem quiser entenda. Quem tiver ouvidos, ouça. Aqui esconde um mistério. Quando quer, Deus muda os tempos.

Não haverá fraude, nem esquema, nem homem, nem organização, nem qualquer violência que impedirá a eleição do Capitão Jair Messias Bolsonaro como o próximo Presidente do Brasil.

““A decisão é anunciada por sentinelas, os anjos declaram o veredito, para que todos os que vivem saibam que o Altíssimo domina sobre os reinos dos homens e os dá a quem quer, e põe no poder o mais simples dos homens”.” Daniel‬ ‭4:17‬

* (9+9+18=2)
* (4+17=12)